Cadernos de Seguro

Ponto de Vista

O futuro dos resseguradores

Um dos efeitos trazidos pelo ressurgimento do liberalismo três décadas atrás, no bojo do processo de aprofundamento da integração econômica, política, cultural e social que ficou conhecido como o fenômeno da globalização, foi o intenso processo de fusões e aquisições de empresas em resultado da acirrada competição para a conquista de novos mercados mundiais.

Disso resultou uma oligopolização em segmentos cuja natureza do bem ou do serviço provido se adequou admiravelmente a esse novo cenário. Apenas para destacar alguns deles, citamos a indústria siderúrgica, a automotiva – em especial, o setor de autopeças –, a de bebidas, a eletroeletrônica e a farmacêutica. No setor de serviços, os bancos e as seguradoras.

Esse processo interessa a nós no que diz respeito ao seguro, mas, em particular, no que toca às operações de resseguro.

Baixe aqui a matéria completa

21/08/2014 10h31

Por Roberto L. M. Castro

Professor da Escola Nacional de Seguros (ESNS) e consultor em Resseguros.

Cadernos de Seguro - Uma Publicação da ENS © 2004 - 2022. Todos os direitos reservados.


DATA PROTECTION OFFICER RESPONSÁVEL

Luiz Mattua - ens.lgpd@ens.edu.br
Rua Senador Dantas, 74, Centro - Rio de Janeiro / RJ
Somente assuntos relacionados a Lei Geral de Prote¸ão de Dados (LGPD)
 

Ao navegar em nosso site, vocÄ™ reconhece que leu e compreendeu nossa PolĂ­tica de Privacidade.